Avançar para o conteúdo principal

Atire-se aos Espargos!


O Espargo tem a forma de um dardo, uma arma formidável e simbolicamente pode significar as suas propriedades para combater o envelhecimento e a doença.

Os Espargos têm muitos nutrientes essenciais: são uma fonte de vitaminas A, C, E e K e de cromio, um mineral que aumenta a capacidade da insulina de levar a glicose para as células, tornando-se o seu combustível.
Aumenta as suas capacidades naturais anti oxidantes: trazendo derivados de cisteína, aumenta a sua produção natural de glutationa, um potente composto desintoxicante e  antioxidante que ajuda a destruir as moléculas cancerígenas, como os radicais livres e os medicamentos tóxicos, tais como o paracetamol. É por isso que os espargos podem reduzir o risco de certos tipos de cancro, tais como cancro dos ossos, da mama, do cólon, da laringe e do pulmão. É também um alimento para consumir de apoio ao tratamento do cancro, particularmente para proteger o seu fígado.

O Espargo é um dos legume que tem uma maior actividade antioxidante entre 43 legumes, daí as suas propriedades excepcionais anti-envelhecimento.

O Espargo é bom para tudo

O Espargo é rico em potássio, o que é bom para as pessoas que sofrem de hipertensão, em ferro e em rutina (450mg/kg – 1 pé de espargo branco fresco), um flavonóide que contem propriedades anti inflamatórias e anti cancerosas.
Metade das suas calorias são proteínas, que contribuem para acalmar o apetite e aumentar a massa muscular magra se for desportista.

O Espargo também pode ajudar o seu cérebro a combater o declínio das faculdades mentais relacionadas com a idade. Como os legumes tem folhas verdes, contém uma grande quantidade de ácido fólico, que actuam com a vitamina B12 (que encontramos no peixe, nas aves, na carne vermelha e nos produtos lácteos), para evitar o declínio da memória e da concentração. Num estudo realizado na Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, os idosos com níveis altos de folato e vitamina B12 foram mais bem sucedidos nos testes  de rapidez e de flexibilidade mental.

Finalmente, os Espargos contém níveis importantes de asparagina, um aminoácido de efeito diurético, ajuda o corpo a livrar-se do excesso de sal, o que é muito benéfico para pessoas que sofrem de edema (acumulação de líquido nos tecidos, pernas e pés inchados, por exemplo) e para as pessoas que são hipertensas.

Bio ou não Bio?

Note-se que os Espargos estão entre os legumes pouco contaminados por pesticidas, incluindo cultivados em agricultura convencional. Melhor ainda comprar os de produção bio, é claro, porque a agricultura biológica respeita o meio ambiente. Mas do ponto de vista do seu consumo imediato, a diferença não é perceptível, e a sua carteira irá apreciar.

Cozer ao vapor

Obviamente, estes nutrientes poderosos serão destruídos na sua maior parte se ferver os espargos durante 20 minutos, que é o método de cozimento frequentemente recomendada nos livros de receitas.

Cozer os Espargos em vapor a temperatura amena,  fritá-los com um pouco de gordura boa (coco ou azeite), ou passá-los no grelhador (pouco tempo) preservará as suas propriedades.

Pode comê-los de seguida com um bom molho holandês (para quem gostar): gema de ovo bio, manteiga bio, suco de limão, sal e pimenta q.b., apenas coisas boas!

Texto original: Jean-Marc Dupuis
Tradução: Eugénia Gomes



Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Falta de acidez no estômago - Hipoclorídria

Cãibras nas pernas durante a noite

Nunca lhe acontece acordar durante a noite com cãibras nas pernas, mesmo que não tenha feito qualquer esforço físico em particular? Você tem mais de 40 anos? Já experimentou tomar magnésio, cálcio, potássio - e, talvez, a vitamina E - e as suas cãibras aliviam um pouco, sem no entanto desaparecerem?
Se este for o seu caso, pode estar a sofrer de hopocloridria, um problema de saúde relacionado com a falta de ácido no estômago. O ácido no seu estômago é bom para si!
As paredes do estômago segregam pelo menos três litros de ácido por dia. Isto é feito através das células que revestem a parede do estômago, e são capazes de "bombear protões", isto para dizer, que para bombear iões hidrogenados do sangue, e de os trazer para o estômago. O ácido gástrico é, portanto, um concentrado de íoes hidrogenados (isto não é um curso de química, convido os leitores interessados a aprender mais sobre este fenómeno interessante, na página do Wikipedia correspo…

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…